Message

Literacia do Stress na Práxis Educativa

Topo
Formação Continua

Literacia do Stress na Práxis Educativa

Departamento de Psicologia e Educação

Coordenação

PSIED

Docência

  • Ana Alexandra Gomes
  • Rosa Maria da Silva Gomes

O papel do docente/educador como gestor curricular, nas situações de vulnerabilidade e stress, torna-se essencial para o desenvolvimento integrado e sustentado da criança numa perspetiva holística, através de uma ação educativa concertada que organiza o ambiente e as rotinas, que estabelece um clima de interação social positivo, que encoraja a resolução de problemas e planifica experiências e ou atividades que são alicerçadas nos interesses das crianças.

O educador de infância é, atualmente, um profissional autónomo e competente, capaz de lidar e partilhar diferentes quadros teóricos e apoiar-se na reconstrução de saberes para repensar e recriar a prática pedagógica, tendo em conta a especificidade da criança e da escola. Como gestor pedagógico no atual contexto educativo e derivado do seu reconhecimento profissional, o docente/educador tem uma função acrescida na adequação das práticas às necessidades da criança.

Partindo de um processo interativo e dialógico, sustentado pela ação pedagógica, a identificação das competências sociais e das habilidades emocionais das crianças permite ao educador desenhar currículos construtivos e atentos à diversidade, que promovam o sucesso e o bem-estar da criança, desenvolvendo aptidões para lidar com as situações indutoras de stress.

Neste sentido, a proposta de formação intitulada “Literacia do Stress na Práxis Educativa” procura dotar os docentes/educadores com um conjunto de conhecimentos que lhes permitam:

  • a) promover a reflexão sobre o stress na infância;
  • b) identificar, avaliar e intervir junto das crianças, no sentido de promover as suas competências sociais
  • c) promover o equilíbrio emocional promotor do sucesso e do bem-estar;
  • d) adquirir estratégias adequadas à diminuição da agressividade e da ansiedade na práxis educativa;
  • e) prevenir os problemas de comportamento e as situações de stress, recorrendo a atividades lúdicas e pedagógicas.

As competências do indivíduo em contexto social, como constructo avaliativo, pressupõem alguns critérios de avaliação tais como:

  • consecução dos objetivos da interação;
  • manutenção ou melhoria da autoestima e da qualidade da relação;
  • maior equilíbrio entre ganhos e perdas entre pares e respeito e ampliação dos direitos humanos.

No entanto, os problemas iniciais de comportamento no jardim de infância permanecem relativamente estáveis e predizem, não só problemas na escola, mas também de saúde e problemas de comportamento na adolescência, incluindo ansiedade e stress.

Nas interações sociais negativas, verifica-se que as crianças tendem a ser rejeitadas entre pares. Este padrão de comportamento social desencadeia uma reação dos outros, de acordo com o padrão percebido, quer seja positivo ou negativo. Vários estudos mostram que a agressão física é a mais frequente, seguida da agressão verbal, e a agressão entre pares está associada ao género masculino, em crianças com 3 anos de idade.

A importância em desenvolver ambientes construtivos e saudáveis onde a criança participa, tendo em conta a sua especificidade como sujeito, deve ser uma preocupação das comunidades educativas, particularmente dos profissionais que trabalham com a infância. As escolas e/ou os centros educativos promovem comunidades educativas resilientes quando motivam, encorajam, reconhecem os esforços e as competências das crianças, baseadas em relacionamentos positivos.

Destinatários

Licenciados das áreas das Ciências Sociais e Humanas (Psicólogos, Sociólogos, Educólogos) Educadores de Infância, Docentes dos 1º e 2º ciclos, Docentes de Educação Especial e Profissionais cuja formação nesta temática possa proporcionar um melhor desempenho na esfera profissional.

Curso acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua sob o n.º CCPFC/ACC-86613/16

Para efeitos previstos no artigo 5º e no n.º 3 do artigo 14º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Educadores de Infância  e Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico.

Vou-me inscrever!

Modalidade

Presencial

Objetivos

Gerais

  • Promover a reflexão sobre o stress na infância;
  • Identificar as aptidões sociais e os problemas de comportamento na infância;
  • Avaliar as competências sociais das crianças;
  • Sensibilizar para o impacto da educação emocional no desenvolvimento da criança. 

Específicos:

  • Identificar os sintomas de stress típicos e atípicos das crianças na educação pré-escolar;
  • Estudar as dimensões das competências sociais das crianças;
  • Aplicar instrumentos de avaliação que permitam uma melhor identificação das competências sociais;
  • Sensibilizar para a importância do desenvolvimento do Quociente Emocional na infância;
  • Aplicar ferramentas de educação emocional, como guia para a ação adaptativa e para a superação de desafios;
  • Adquirir estratégias adequadas à diminuição da agressividade e da ansiedade;
  • Sensibilizar a comunidade educativa para a necessidade de integrar nos currículos a literacia do stress;
  • Promover junto dos órgãos de gestão da escola a responsabilização pela organização educativa, tendo em conta a prevenção do stress.

Plano Curricular

  • O Stress e as Competências sociais em crianças dos 3 aos 6 anos - 8 horas
  • A Educação Emocional e o desenvolvimento socialmente equilibrado na infância - 8 horas
  • A avaliação das competências sociais nas práticas educativas - 9 horas

 

Requisitos de Acesso

Como habilitação de acesso o Candidato deverá possuir uma licenciatura conferida ou reconhecida por Instituição de Ensino Superior nacional.

Documentação necessária:

  • a) cópia do certificado de habilitações
  • b) curriculum vitae
  • c) fotocópia do Bilhete de Identidade ou documento equivalente
  • d) fotocópia do Cartão de Contribuinte
  • e) fotografia tipo passe, devidamente identificada

Vou-me inscrever!

Informação Prática

Horário

Sábados das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00
(o horário do último sábado será das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 19:00)

Vagas

15 a 20 vagas

Propinas

€ 100,00

Créditos

1 (25 horas)

Candidatura

30 de abril


+ INFORMAÇÕES

INSCRIÇÕES


Partilhe nas suas redes sociais:

Topo