por

“Acreditar é só o começo” para Bruno Reis

No passado dia 25 de Março e no âmbito da campanha de recolha de brinquedos para o Hospital Pediátrico de Coimbra, decorreu um encontro e debate sobre o tema “A força de Acreditar”. O debate teve a participação do Padre João Gonçalves, Dr. Bruno Reis, docente do ISCIA, António e Isabel Gaspar, do Alpha.

Bruno reis
Procurámos perceber o que motivou à escolha da intervenção do nosso docente Bruno Reis e citamos o que são as suas palavras para a abordagem do tema “A Força de Acreditar”:

«Acreditar é só o começo». Já escrevia Fernando Pessoa. Acreditar é a única forma que temos para ser feliz, começa por nos dizer.

Bruno Reis afirma que “mesmo depois de mortas, as pessoas vão continuar a ler as suas escritas, a ouvir as suas músicas, a recordar os seus jogos, as suas batalhas. Assim, elas nunca vão morrer. Porque acreditaram. Se estivéssemos num mundo onde as pessoas não acreditavam que a vida era movida por forças, nenhum filme da Disney mostraria escravas a tornarem-se em princesas, ogres a serem felizes, monstros a apaixonarem-se e peixes a correr oceanos para não quebrarem o laço familiar. Pessoas acreditam em pessoas. Daí usarem os filmes, a poesia, a música, a culinária, o desporto, para passarem mensagens de força. Seja ela força de acreditar, de viver, de sonhar, de ir mais além.

IMG_5272


Eu, pessoalmente, apenas gosto de me deixar levar sem pensar em mais nada. Sei que terei uma sensação boa ao ouvir uma música.
Ouve música acreditando nas palavras escritas por um autor desconhecido. Sei que tem influência biológica e pode provocar uma onda intensa de excitação emocional que inclui alterações na frequência cardíaca, pulso, frequência respiratória entre outras, mas isso é a minha parte profissional a falar mais alto (difícil desassociar-me da parte profissional) e, sei que não é isto que eu quero, não é isso que procuro, mas sim apenas deixar-me levar…”

 

Finaliza referindo que “É preciso acreditar que podemos realmente voar. Voar é preciso, mesmo com os pés no chão. Posso-me sentir tão leve ao ponto de flutuar, é uma sensação quase indescritível! E eu… continuo a ouvir, a sorrir…, sinto-me livre, e sei que posso respirar, acabando por sentir tudo o que desejo… O que desejo? Ser feliz porque acredito que é possível. Seja o que for que estiver a acontecer na tua vida, acreditar será muito melhor do que não fazer nada. Acreditar é mesmo só o começo.”

IMG_5255
Na opinião dos organizadores da iniciativa, Paulo Parracho (Siro) refere, a propósito da prestação de Bruno Reis no workshop, que “a interação próxima que Bruno Reis primou em fazer com o público fez-nos acreditar mais em nós próprios, de forma a conseguirmos dar mais um passo no caminho da felicidade”. Acrescentou ainda que, “a grande variedade de exercícios práticos que Bruno Reis propôs fez a delícia do público”, sendo certo que “o evento vai perdurar por mais tempo nos que assistiram a este workshop, graças à postura profissional e dinâmica de Bruno Reis”.

Em nome do ISCIA, agradecemos o contributo deste seu docente num debate com um tema tão emergente e necessário na atualidade. Bem haja Bruno Reis!

 

Partilhe este artigo!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *